Maluca Beleza

Maluca Beleza


Ultimas...

Postagens Em DestaquesLeia Mais



segunda-feira, 11 de julho de 2011

Mudanças de personagens/atores/dublagens

dublagem trocas de ator eddye
Olá revoltados e revoltadas. Hoje a postagem foi feita pelo meu marido, que também tem um blog, Eddye, que estava putasso com umas coisas aí e decidiu desabafar aqui no blog. Então vamos lá:

Sabe o que eu detesto? Detesto quando uma série de tv ou filmes mudam do nada os atores principais, seja por falta de verba ou simplesmente porque os atores se encheram e não quiseram continuar com seus projetos. Ou até mesmo quando lançam uma sequência de um filme e a dublagem do personagem muda, isso me irrita.
Um exemplo de mudança de atores ocorre na série de filmes do Segundas Intenções, o clássico filme de 1999 e o primeiro da franquia. Na trama um de seus personagens principais é Sebastian Valmont, interpretado por Ryan Phillippe. Já em Segundas Intenções2, lançado no ano 2000, o quase não conhecido Robin Dunne fez o papel de Valmont.
Além da história do segundo filme ter mudado, os atores não eram os mesmos e isso faz com que qualquer um que tenha visto o primeiro filme fique indignado ao ver suas sequências, pois, por mais que os novos atores sejam bons e o filme também, ele não será a mesma coisa. Um "Sebastian" será melhor que outro e com isso um filme se torna o original e outro a cópia.
 Mudando de exemplo,  agora falarei da série Dois Homens e Meio ( Two and a Half Man é o caralho, estamos no Brasil porra e traduziram o nome, então vamos falar português). Como todos estão cansados de ouvir/ver/ler em sites e tv, Charlie Sheen foi despedido publicamente por uma porrada de cagadas que ele fez, enfim, decidiram não encerrar a série, pelo contrário, contrataram Ashton Kutcher para fazer um novo personagem principal e matar o antigo protagonista.
Agora vejamos: se mudar o ator e manter o personagem já e um fracasso, imagine mudar o ator e o personagen principal. Eu não sei não, mas aposto que não obterá o mesmo sucesso que Dois Homens e Meio fez com um grupo de atores, não somente Charlie Sheen, mas também John Cryer e o gordinho que faz o Jake, entre outros. Esse grupo era engraçado junto, as situações vividas por essa família que nos faziam rir, porém, apesar de Ashton Kutcher ser um ator que eu curta, acho que fizeram a maior cagada em não terem terminado a série ao invés de usar o marido de Demi Moore como tapa buraco.
 Eddye

Compartilhar
Blogger
Facebook
Disqus

comments powered by Disqus

7 comentários:

  1. kkkkkkk
    gostei do post! Também acho que não dará certo Two and half man sem o CS, eles deveriam ter encerrado a série e ficar reprisando ad eternum...seria menos pior.

    ResponderExcluir
  2. hdasudsada, gostei da revolta dele. eu tbm nao curto essas trocas.
    na questao da dublagem, prefiro filmes legendados, pra justo, nao ter esse problema
    ^^

    ResponderExcluir
  3. No caso das dublagens......discordo...o certo é Não haver dublagens....dublagens são horríveis...e descaracterizam a essência dos personagens...

    ResponderExcluir
  4. [2]dublagens são horríveis. concordo!!!!
    e concordo em genero e numero com o post...
    seguindo, amei o blog
    ahh se quiser seguir fique a vontade
    http://meninos-cor-de-rosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito do primeiro filme, um tiquinho do segundo, credo, o que é aquilo?

    ResponderExcluir
  6. Eu discordo um pouco sobre a idéia de não existir dublagem, é verdade que ela às vezes estraga por ser mal feita e fazer o filme ou, seja lá o for, perder o sentido.
    Entretanto, graças a dublagem, podemos trazer a trama para a realidade do nosso país e, em alguns casos, ela ajuda e muito o personagem a ficar mais foda como, por exemplo, o Kiko do Chaves. A dublagem que Nelson Machado fez enriqueceu o personagem fazendo com que ele tivesse mais graça do que com a voz original em espanhol!

    ResponderExcluir

Compartilhar
Menu
Postagen Popular

Cadastre seu e-mail

© Maluca Beleza Traduzido Por - Mais Template Designed By Seo Blogger Templates