Maluca Beleza

Maluca Beleza


Ultimas...

Postagens Em DestaquesLeia Mais

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Tatuagem


quanto vale uma tatuagem?

Olá
Hoje vim falar um pouquinho sobre algo que amo: tatuagens.
Neste post vou relatar como e quando decidi fazê-las, os cuidados que devemos ter ao escolher o stúdio e o profissional, assim como algumas broncas em quem faz tatuagem escondido de pai e mãe na garagem do vizinho.

Minha primeira tatuagem eu já era maior de idade, o dinheiro saiu do meu bolso, dos meses em que economizei o dinheiro que ganhava de tias e da grana que sobrava da facul. Fiz no mesmo studio que meu marido fez as dele, pois já havíamos feito inúmeras pesquisas sobre os stúdios daqui de nossa cidade e avaliado os portfólios dos profissionais, assim como se seus respectivos locais de trabalho atendiam as normas de higiene.
Minha mãe acha feio, mas meu pai gosta e até tem tatuagens. Nenhum dos dois foi contra eu ter feito.

Escolhi como primeiro desenho uma lua com feição de caveira, por eu adorar escuridão e caveiras.
Já a segunda foi feita quando eu ja nao morava com eles e o dinheiro foi fruto do meu emprego. Foi um desenho da morte com foice no pulso esquerdo.

A minha terceira foi de uma caveira com rosas vermelhas. Todas as três foram feitas com o mesmo profissional. Tenho vontade de fazer outras, mas preciso me segurar, senão acabo cobrindo todo o corpo rsrsrsrsrsrs.
  
Mas, afinal, o que é uma tatuagem?

É uma marca, ou desenho, permanente feito no corpo quando se insere pigmento na camada dérmica da pele por meio de rupturas na camada superficial da pele usando-se uma máquina de tatuagem elétrica com agulhas que perfuram a pele rapidamente com movimento para cima e para baixo.


Mas agora vamos para as broncas: 


Em primeiro lugar, não adianta fazer bico que se você for menor de idade, dependente de pai, mãe, tio. avô... você precisará sim da permissão deles para fazer uma tatuagem. Afinal eles pagam suas contas, seus ingressos pra bailes, comida, roupa e etc. Ah mas o bonito quer fazer mesmo assim, pois o amigo dele tatua "muito" e só cobra "30 real" ???

Pois bem meu querido, vou te explicar uma coisa que talvez você não saiba por ter matado as aulas da escola né: 30 "real" seu analfabeto, não pagam tinta de qualidade,  luva, máscara, produtos bactericidas, ambiente climatizado, material descartável e o trabalho do artista.


"Ah tia, mas ele limpa as agulha com álcool"


Aham. Você tiraria sangue com uma enfermeira que usa a mesma agulha em tooodos os pacientes??? Não né, sua mula, pois o medo de pegar uma doença é grande.
Pois o mesmo vale para a tatuagem: Se o cara não descarta o material e não toma os devidos cuidados com higiene, você corre um sério risco de sair de lá com infecções por fungos e bactérias e, no pior dos casos, até AIDS, ok????? Nem falo da hepatite e tétano pois nem devem saber o que é isso.

Sem falar da tatuagem, em quase 98% dos casos,  vai ficar uma merda de tão mal feita que você vai fazer sucesso nas páginas da internet sobre piores tatuagens já vistas.

Mas vamos supor que você é uma pessoa inteligente que quer fazer tudo direitinho né. Então vamos lá para as recomendações básicas:

 • Pesquisar o trabalho dos profissionais. A maioria tem páginas no face onde você poderá analisar o traço, o nível de complexidade que ele alcança e etc.


• Depois você irá analisar o ambiente de trabalho dele: verifique se tem lugar para esterilização, se o ambiente é climatizado, se ele usa mascara, luva... E muito importante: se ele tem licença para trabalhar com isso.


• Não fique procurando por descontos, preços baixos, pois tatuagem é uma arte. Ficará na sua pele a vida toda. Tirá-la custa caro e é doloroso. O barato sai caro hein.


Siga as recomendações do profissional sobre os cuidados com sua tatuagem. Ele sabe o que deve ser feito para o resultado final ficar perfeito.

Abaixo mostro a foto das minhas tatuagens e o link do meu tatuador:

Perfil do meu tatuador

Pagina do stúdio dele (Big Fox Tatto)


tatuagem lua caveira monike

tatuagem caveira morte foice moniketatuagem caveira rosas vermelhas monike


Bjs e até a próxima postagem
Leia Mais

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Gente dramática

post blog monike

Olá pessoal. Hoje minha revolta é com as pessoas dramáticas, Quem me conhece sabe que eu DETESTO gente que faz drama e/ou cara de drama.
Como eu sei que cada pessoa enxerga as coisas de uma forma, definirei um dramático sob o meu ponto de vista:
Em primeiro lugar eu conheço dois tipos:

1° Aquelas que já chegam fazendo aquele olhar de sofredor, de pobre coitado. O "oi, tudo bem?" sempre vem seguido de um "ah menina, não to bem não, sabe o que aconteceu..."
Tudo está ruim, tudo é triste. A vida dessas pessoas é um eterno caos, simplesmente porque não sabem dizer  não, nao sabem ligar o "foda-se". Essas pessoas abaixam para os outros montarem. Se privam de fazer e ser o que querem por causa do dilema de " o que os outros vão pensar".

Ai voce vai lá, dá conselhos, e no outro dia a pessoa está fazendo a mesma coisa.

2° O outro tipo de dramático é aquele que gosta de chamar a atenção. Eles fazem drama porque gostam que as pessoas sintam pena deles. Estranho né? Mas isso acontece muito.

Há uma diferença básica para distinguir o primeiro do segundo. No primeiro tipo a pessoa realmente é sofrida por conta das suas privações e usa você para desabafar os problemas e se sentir melhor. Já neste segundo tipo, a pessoa é feliz. Sorri o dia todo, pula, ri, se diverte, mas basta te encontrar na rua que na hora muda a feição e faz drama.
Outra diferença é que no primeiro caso o dramático é uma pessoa tão boa que vira boba. Já no segundo a pessoa é má e faz drama para chamar a atenção e sair como vítima das histórias.


Sendo do primeiro ou segundo tipo eu fico extremamente irritada. E como sou muito sortuda, quase todo dia encontro pessoas assim.

Bom, esta foi minha revolta de hoje. Bjs

Leia Mais

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Voltei a ser o que nunca devia ter deixado

blog monike vegetariana prato
No período compreendido entre novembro de 2007 e meados de 2012 eu fui vegetariana. Por falta de opção do que me alimentar na faculdade (de período integral) eu comecei a emagrecer. Já sou magra demais, imaginem então como que eu estava. Realmente la não tinha opção direito para mim e em casa todos comiam carne, o que fazia com que na hora das compras se esquecessem de mim. Fora que era super complicado ter que fazer a comida de todos da casa e a minha em separado. E como eu não trabalhava, era injusto eu ficar  exigindo que comprassem as coisas que eu precisava.
Foi assim que eu acabei por me esquecer de todas as causas pelas quais eu lutava. Enfim, voltei a comer carne.
Nao serei hipócrita em dizer que carne não é gostosa, pois é sim, e muito. Infelizmente não sou daquelas pessoas que já nascem com aversão por tal, sempre comi carne, não ligava muito para a carne de boi, porco e peixe, mas a de frango sempre gostei muito.
Bem, vou falar então o porquê de eu ter voltado a ser vegetariana. Talvez nem todos entendem minha explicação, mas vamos lá:

Bem, em dezembro de 2012 eu fui morar com meu marido, me formei na faculdade e logo no inicio de janeiro de 2013 conquistei meu primeiro emprego. Assim pude, finalmente, fazer as compras do meu jeito, almoçar, jantar, tudo na hora que eu quisesse. Pude ter a liberdade que eu  não tinha, pois morar com os pais, com eles te sustentando, faz com que você  mesmo discordando, tenha que seguir as regras dele. Como eu e meu marido pensamos quase que iguais com relação a vida, essa nova rotina foi e é maravilhosa.
Mas voltando ao assunto, um dia eu acordei e meu corpo e alma estavam estranhos. Eles pediam para que eu parasse de comer carne. Parece maluquice falando dessa forma né, mas cada vez que eu ia almoçar, fazer um lanche, eu me sentia culpada, minha alma gritava dentro de mim para eu parar com aquilo. Nao lembro como, mas eu comecei a curtir uma pagina do face que mostrava quais produtos faziam ou não testes em animais e adicionei uma menina vegan no meu face.
Isso foi o bastante para eu relembrar tudo o que estava adormecido em minha mente. Eu via o sofrimento dos animais causados pelas industrias de carne, cosméticos  produtos de limpeza e etc. Via as postagens da tal garota e acabei por adicionar outra pagina de proteção dos animais. Comecei a então pensar seriamente em voltar a ser vegetariana, mas tinha que pensar muito, pois seria uma decisão sem voltas, sem recaídas.
Tentei uma vez e fraquejei na primeira barreira: não ter o que comer na casa dos outros. Fiquei com raiva de mim por isso, então decidi ver dois filmes muito conhecidos sobre o assunto: A carne é fraca e Terráqueos  PRONTO, foi o bastante para minha decisão definitiva e, no dia 07-05-2013, voltei a ser vegetariana.
Claro que esta decisão fará com que eu volte a ouvir piadas, coisas insanas, como que peixe e frango não são e etc. Mas nem ligo, nunca liguei para este tipo de coisa, simplesmente tento esclarecer e, se a pessoa preferir ficar na ignorância, a deixo ficar com seus pensamento malucos.
Não tento convencer ninguém a seguir esta opção.

Acho que cada um faz o que bem entender da vida. Mas, da mesma forma como não imponho, também não quero ficar ouvindo as pessoas tentarem me convencer que devo comer carne.
Enfim, é isso. Sou vegetariana e estou comprando o máximo de coisas que não testam em animais, pois, infelizmente, em minha cidade não temos 100% de opção que não realizem tais testes.
Leia Mais
Compartilhar
Menu
Postagen Popular

Cadastre seu e-mail

© Maluca Beleza Traduzido Por - Mais Template Designed By Seo Blogger Templates